noticias982 Seja bem vindo ao nosso site Rádio Web UPE!

Educação

Secretários estaduais entregam ao MEC sugestões para novo ensino médio

Consulta pública e suspensão da implementação do novo modelo educacional se encerra nesta quinta-feira (6/7)

Publicada em 04/07/23 às 14:36h - 32 visualizações

Diario de Pernambuco


Compartilhe
Compartilhar a noticia Secretários estaduais entregam ao MEC sugestões para novo ensino médio  Compartilhar a noticia Secretários estaduais entregam ao MEC sugestões para novo ensino médio  Compartilhar a noticia Secretários estaduais entregam ao MEC sugestões para novo ensino médio

Link da Notícia:

Secretários estaduais entregam ao MEC sugestões para novo ensino médio
 (Foto: Divulgação / AB)
Secretários estaduais de Educação entregam, nesta segunda-feira (3/7), ao ministro Camilo Santana, uma sugestão de adequação do novo ensino médio, que terá a consulta pública encerrada na próxima quinta (6). O Ministério da Educação (MEC) suspendeu em abril a implementação do novo ensino médio. O novo formato educacional, que já está em vigor há dois anos, é criticado, mas há quem defenda que ajustes ao modelo seriam suficientes.

Elaborado pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), o documento é contrário à revogação da reforma e foi formulado durante o período de abril a julho. “Para o Consed, é insensato pensar em descartar todo esse esforço técnico e financeiro despendido pelas redes estaduais ao longo dos últimos anos, que envolveu, entre outras iniciativas, a construção de novos currículos para todos os estados, a formação e a contratação de professores”, diz o documento.

O documento aponta que pelo menos 42 mil novos professores foram contratados entre 2020 e 2023 com o objetivo de atender às necessidades do novo ensino médio.

“Se for considerado o piso nacional do magistério de R.420 para esses 43 mil novos professores, são pelo menos R$ 190 milhões de investimento dos estados por mês para implementar a reforma, o que resulta em R$ 2,2 bilhões ao ano, sem considerar o pagamento dos professores que tiveram sua carga horária ampliada”, explica o conselho.

Entre as alterações propostas pelo Consed estão a possibilidade de usar 300, das 1,2 mil horas, das disciplinas optativas – chamadas de Itinerários Formativos – seguindo as necessidades de cada estado, podendo ser aplicadas a formação ou recomposição de aprendizagens, e a definição de uma base comum para os Itinerários, visando diminuir a desigualdade na oferta destas matérias entre as redes de ensino do país.

Com a suspensão do cronograma de implementação do novo modelo educacional do ensino médio, o MEC promoveu uma série de debates junto à entidades, educadores e estudantes e, com o fim do prazo da consulta, a pasta deverá elaborar um relatório com diretrizes para as próximas decisões sobre o ensino médio.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (00)00000-0000

Visitas: 42261
Copyright (c) 2024 - Rádio Web UPE - Uma Rádio da Universidade de Pernambuco